Image presentation

Paul Allen Co-fundador da Microsoft Morre


Paul Allen, diagnosticado com linfoma não-Hodgkin, tinha 65 anos

Paul Allen, quem co-fundou a Microsoft junto de seu amigo de infância Bill Gates, morreu. Ele tinha 65 anos.

A empresa de Allen, Vulcan, afirmou em comunicado que morreu na segunda-feira (dia 15/10/2018). No início deste mês, Allen disse que o câncer para o qual ele foi tratado em 2009, o linfoma não-Hodgkin, havia retornado.

Allen, que era um ávido fã de esportes, era dono do Portland Trail Blazers e do Seattle Seahawks

Allen e seu amigo de escola Bill Gates fundaram a Microsoft em 1975. Ele atuou como vice-presidente executivo de pesquisa e desenvolvimento de novos produtos até 1983, quando saiu por motivos de saúde. Ele permaneceu como um dos principais acionistas e membro do conselho.

"Estou com o coração partido pelo falecimento de um dos meus amigos mais velhos e queridos, Paul Allen", disse Bill Gates em um comunicado na segunda-feira (dia 15/10/2018).

Apesar de ser menos conhecido do que Bill Gates, Allen desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento do computador pessoal em um momento em que o computador típico era do tamanho de uma sala e muito caro para a maioria das pessoas ou empresas possuir.

Foi Allen quem criou o nome Microsoft e, de acordo com seu livro de memórias Idea Man, foi ele que teve a ideia de criar um programa de software para o primeiro micro-computador do mundo.

Old Picture

“Durante os primeiros oito anos de fundação, minhas ideias foram definitivamente fundamentais para a empresa. Bill testaria minhas ideias. Eu procurava outras 10 idéias que nunca chegavam a lugar algum - ele era o teste de sanidade do fluxo de idéias”, disse Allen ao The Guardian em uma entrevista em 2011. "Quando se tratava de vendas, marketing, pessoal e todo esse tipo de coisa, ele estava muito mais entusiasmado com o lado comercial, então nos tornamos muito complementares".

O grande sucesso da Microsoft ocorreu em 1980, quando a IBM decidiu mudar para computadores pessoais. A IBM pediu à Microsoft para fornecer o sistema operacional.

A decisão colocou a Microsoft no trono da tecnologia e os dois nativos de Seattle se tornaram bilionários. Ambos mais tarde se dedicaram à filantropia.

"As contribuições de Paul Allen para nossa empresa, nossa indústria e nossa comunidade são indispensáveis", disse o CEO da Microsoft, Satya Nadella. “Como co-fundador da Microsoft, de maneira discreta e persistente, criou produtos, experiências e instituições mágicas e, ao fazê-lo, mudou o mundo.”

Allen fundou a Vulcan em meados dos anos 80 para investir em empresas de mídia e comunicações, incluindo a DreamWorks Animation e a empresa de cabo Charter Communications.

Vários executivos de tecnologia prestaram homenagem a Allen no Twitter.

“Perdemos um grande pioneiro tecnológico hoje - obrigado Paul Allen por suas imensas contribuições para o mundo através de seu trabalho e filantropia”, disse o CEO da Google, Sundar Pichai.

O CEO da Apple, Tim Cook, acrescentou: “Nossa indústria perdeu um pioneiro e nosso mundo perdeu uma força para sempre. Enviamos nossas mais profundas condolências aos amigos de Paul, à família Allen e a todos da Microsoft. ”

Marc Benioff, CEO da Salesforce, descreveu Allen como um "grande líder em tecnologia e um homem de todas as temporadas que desfrutou plenamente sua vida e riqueza, mas também devolveu ao mundo em grande escala".

Ao longo de várias décadas, Allen doou mais de US $ 2 bilhões para uma ampla gama de interesses, incluindo a saúde dos oceanos, a falta de moradia e o avanço da pesquisa científica.

Allen investiu pesadamente em sua cidade natal, Seattle, ajudando a transformar o bairro de South Lake Union em um próspero distrito comercial.

Em 2013, o bilionário lançou um disco de rock com sua banda The Underthinkers. Allen escreveu ou co-escreveu todas as 13 músicas e tocou guitarra ao lado de seus colaboradores Chrissie Hynde, dos Pretenders, e Joe Walsh dos Eagles. Este foi o segundo álbum de Allen - em 2000 ele lançou um com uma banda diferente, Grown Men.

Allen também era dono de um dos maiores superiates do mundo. O Octopus de 126 metros de comprimento, avaliado em US $ 250 milhões, tem dois helipontos, uma piscina, um submarino, 13 cabines de hóspedes e um estúdio de gravação de música. Em 2015, ele usou para uma expedição na costa das Filipinas.

Seu interesse pela aviação levou-o a coletar e restaurar mais de 30 aviões antigos, incluindo aviões de guerra soviéticos e nazistas, que são mantidos em hangares em um subúrbio de Seattle.


Tradução fiel da matéria de Olivia Solon no jornal The Guardian

https://www.theguardian.com/technology/2018/oct/15/paul-allen-co-founder-microsoft-dies

@oliviasolon no Twitter